Pular para o conteúdo principal

Resenha do livro: Coisas Frágeis.



                Eu devo confessar que só me interessei em ler esse autor porque o Raphael Draccon (Meu Deus, Carneiro, esse cara de novo? É, ele de novo) fez referência a ele em Fios de Prata- Reconstruindo Sandman (é por causa dos quadrinhos, do Sandman que são do autor que vou falar) e falou dele em alguma entrevista que eu assisti. Então, como eu me apaixonei pela narrativa do Draccon e ele falou que uma das suas influências eram o Neil Gaiman, eu fui atrás dos livros.
                Aí eu descobri que Coraline é um livro, e como amei aquele filme (que não deveria ser recomendado para crianças), acabei me exaltando e comprando alguns livros dele na Black Friday. Porém só chegou um, que é a coletânea de contos: Coisas Frágeis.
                E eu comecei a ler. E não parei até terminar, e aqui estou fazendo a resenha.
                O livro é publicado pela editora Conrad, tem 205 páginas, e é uma coletânea de nove contos de diferentes temáticas, que na verdade são histórias diferentes, mas parecidas entre si, digo, parecidas na bizarrice e genialidade.
                Na introdução Neil Gaiman fala um pouco sobre como fez cada um dos nove contos, o que é algo bem legal, e faz com que você fique curioso em ler alguns contos, e outros não. Porém todos eles têm um ritmo parecido de leitura, tendo toda uma mistura de fantasia e realidade impressionantes que te jogam em um universo onde o que é insano é normal. Tenso não? Mas muito legal, acreditem.
                O livro tem referências a bandas de rock, alienígenas, deuses, imortais, criaturas nórdicas, Sherlock Holmes, as Crônicas de Nárnia, problemas e corrupções do mundo e o que acontece quando essas coisas encontram a fantasia. Os contos não são leves, e em sua maioria tem uma temática meio sombria, porém tem algo cativante neles.
                Não sei se é o modo como Gaiman os conduz, ou as inúmeras referências de coisas que eu gosto (provavelmente é, o cara é um gênio, apesar dos contos serem diferentes, em cada voz que ele usa e em cada personagem tem uma assinatura característica dele) ou talvez o modo casual e quase reais que são apresentados, porém por mais sombrios e bizarros que possam parecer não tem como não se apaixonar.
                Eu chamo atenção para dois personagens que aparecerem e que eu gostei muito deles que são: o Smith e o Senhor Alice. Eles são aquele tipo de personagens cruéis e vilões que de alguma maneira, apesar de conseguirem nosso espanto também chamam nossa atenção e nos fazem até tentar entende-los para achar algo que justifique tudo aquilo. Eu acho que o Smith me chamou atenção pela sua ironia e por ser sincero, e o Senhor Alice por simplesmente ser misterioso demais.
                Em fim, teve outros personagens que gostei como o Enn e o Nanico, que não são do mesmo conto, mas são personagens cativantes. Aliás, adorei muito o conto “A Vez de Outubro”, e não conseguiria explicar o porquê.
                É uma leitura simples, que se você for fã de fantasia e rock você simplesmente vai se apaixonar. Neil Gaiman escreve muito bem e eu recomendo demais que vocês leiam esses contos, eles são estonteantes (e estou aliviada porque não vou me arrepender de ter comprado tantos livros dele)!

Mais informações do livro aqui no Skoob.
Espero que tenham gostado, deixe seu comentário =) 

Comentários

  1. Oieee, visitando e seguindo :)
    owwwww, menina agora que me dei conta que o livro é da a Neil! Oo
    Eu li Coraline e gostei muito apesar de ter ficado com uma pouquinho de medo, sim sou medrosa ate na leitura suhuahsuahs
    Agora, quero ler e ter esse livro, tenho certeza que irei amar, assim como você!
    Beliscões carinhosos da Máh ~~♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie :3
      Eu fiquei com medo do filme, mas gosto de sentir um pouquinho de medo. Estou muito ansiosa pra ler o livro *-*
      Leia, é muito bom, os contos são muito, muito, muito bons *-*
      Beijinhos ;3
      P.S: Seguindo também, adorei o design do seu blog *-*

      Excluir
  2. Oieee, Também assisti Coraline e Amei, Queria poder ler mais livros dele...
    Bjuss Linda e Ótima Resenha Como Sempre...
    Viuuu
    So passando por aki msm...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi *-*
      Muito obrigada querido, o filme é um amorzinho de filme, não vejo a hora de ler meu livro de uma vez, só que é inglês, então vou ler todos os em português antes *-*
      Beijinhos

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 conselhos de alguém com quase 20 anos

Oi, tem alguém aí? Em dez dias eu faço duas décadas de existência. E isso é muita coisa, ou pouca, depende do ponto de vista. Mas do meu ponto de vista é um bocado, que só me diz que tem mais um bocado pela frente (Graças a Deusa), e que já aprendi muito, e que ainda tem muito a aprender. Nesses últimos 19 anos eu aprendi muitas coisas, mas a principal é que essa vida só tem significado enquanto estamos aprendendo algo, que cada dia é uma lição e que enquanto você não aprender a lição que a vida quer lhe dar você vai continuar sendo colocada nas mesmas situações. Eu sei que a maioria das pessoas acredita que só aprendemos na prática, mas não acredito nisso porque já aprendi muito com conselhos dos outros ou ouvindo histórias dos outros e evitando repetir o mesmo erro, afinal, mesmo que não fosse comigo a situação era parecida e o resultado provavelmente seria o mesmo. Digo isso porque vou compartilhar 20 coisas que aprendi ao longo desses quase 20 anos e acho que podem ser muito út…

Resenha: O poeta do exílio.

e
Sinopse: Pedro e Júlia estavam animados. Sua banda era finalista do festival estudantil Vozes de Classe. O regulamento exigia que as músicas se inspirassem em poetas brasileiros. Cada banda interpretou essa exigência à sua maneira. Precisavam agora animar a torcida. Os jovens criam cartazes, lançam torpedos, folhetos etc. E precisam também reunir informações sobre Gonçalves Dias, o autor do poema que deu origem à música classificada. Então, Pedro teve a ideia de criar um blog especial. Nasceu assim o BlogDoDias. Ali cabia tudo o que se relacionasse a Gonçalves Dias: poemas, cartas, artigos de jornal, documentos da época do poeta... Enfim, o blog agitou a galera e acabou se transformando em um completo dossiê sobre o poeta. No meio de todo esse agito, Pedro e Júlia parece que estão...Ah, os poemas de amor de Gonçalves Dias...
Certo, hoje de manhã a linda da coordenadora do colégio apareceu com os livros que iremos ler esse trimestre, eu nem um pouco metida, já li o meu livro, primeiro …

Internet Ruim e Nescafé

A internet ruim é algo irritante. Só cai e mal funciona, causando um mau humor danado para quem usa, e digo mau humor para os controlados, porque para os impacientes explosivos (como eu) passam raiva e acabam por se irritar e descontar em quem estiver por perto.
                O problema da internet que não funciona como deveria, é que ela nos engana, nos ilude e nos usa, deixando-nos ainda mais na frente do computador, para que por algum motivo continuemos a passar nosso tempo passando raiva e o gastando em algo que por não funcionar como deveria, é quase como não fazer nada.                 E também é assim o nescafé, ele deveria ser café, mas não é. Não tem o mesmo gosto, e deveria ter, ou assim, você é iludido a pensar. Mas o gosto é diferente, e para alguém que aprecia o bom café, entende o que estou tentando falar (ou não, minha mãe ama café e também ama nescafé... Acho que a culpa disso é por ela ser de gêmeos... Não que eu acredite em signos...).                 E por que es…