Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

12 livros que eu vou ler em 2014

Olá gente, tudo bem com vocês? Eu espero que sim.
Vim aqui desejar um feliz ano novo e deixar o vídeo que eu fiz, com a listinha (e os livros) que eu com certeza vou ler em 2014.
Um feliz ano novo, e muitos livros e leituras para vocês no ano que vem.
Beijinhos ;3
B.

Resenha do livro: A Arma Escarlate

Eu não lembro se primeiro entrei no grupo do facebook ou se li um comentário de algum post meu sobre Harry Potter em algum lugar falando da Renata, porém foi de uma dessas duas maneiras que eu conheci A Arma Escarlate. Um dos melhores livros nacionais que eu já li (eu sei, eu falo isso de praticamente todos os livros, mas cara, para quem é fã de Harry Potter esse livro é bom pra caramba!).
                Então, eu demorei algum tempo para adquirir meu exemplar, mas via o pessoal comentando no grupo sobre os personagens, e todo parecia amar tanto aquilo que eu fiquei: “Cara, eu preciso ler esse livro”. E aí veio a Black Friday. E aí eu comprei o livro. Ele chegou e quando eu fui ler... Bem, foram duas noites em claro e eu teria lido em uma só se eu não tivesse praticamente desmaiado de sono em cima do livro na primeira.                 Ok, mas afinal do que se trata o livro? Bem, a Renata Ventura (linda, maravilhosa, querida, ótimo exemplo, diva, querida, simpática, já falei queri…

Resenha do livro Feérica

A primeira coisa que eu gostaria de comentar sobre esse livro, e olha que tenho umas mil coisas para comentar (estou sendo dramática), é que pela primeira vez na vida uma autora conseguiu me fazer ficar com fome e vontade de comer alguma coisa enquanto lia um livro. Obrigada Carolina Munhóz por ter me feito bicha (expressão que usamos aqui no sul para expressar: vontade) com Frango Frito. Sério, aquela cena ficou sensacional, e me deu fome.                 Em fim, acabei de terminar Feérica (eu deveria estar dormindo, eu tenho vestibular da UFSC hoje, é, é três da manhã, mas tudo bem é só a tarde e a manhã é uma criança feita para dormir) e estou sentindo o meu mundo rodopiar e girar, porque essa história é muito mais do que parece ser.                 Quer dizer, a premissa de realit show e todas aquelas futilidades de Hogwarts, para uma garota tipo eu, parece algo: Tá, vai ser divertido, mas não vai ter nada demais no livro. E caramba, como eu estava engana em pensar assim.       …

Resenha do livro: Coisas Frágeis.

Eu devo confessar que só me interessei em ler esse autor porque o Raphael Draccon (Meu Deus, Carneiro, esse cara de novo? É, ele de novo) fez referência a ele em Fios de Prata- Reconstruindo Sandman (é por causa dos quadrinhos, do Sandman que são do autor que vou falar) e falou dele em alguma entrevista que eu assisti. Então, como eu me apaixonei pela narrativa do Draccon e ele falou que uma das suas influências eram o Neil Gaiman, eu fui atrás dos livros.                 Aí eu descobri que Coraline é um livro, e como amei aquele filme (que não deveria ser recomendado para crianças), acabei me exaltando e comprando alguns livros dele na Black Friday. Porém só chegou um, que é a coletânea de contos: Coisas Frágeis.                 E eu comecei a ler. E não parei até terminar, e aqui estou fazendo a resenha.                 O livro é publicado pela editora Conrad, tem 205 páginas, e é uma coletânea de nove contos de diferentes temáticas, que na verdade são histórias d…